Topo
Image Alt

julho 2019

As últimas chuvas que atingiram a Região Metropolitana do Recife – desde a madrugada de quarta, 24/07 – fizeram um grande estrago, causando perdas irreparáveis para centenas de famílias. E nossa querida Olinda foi uma das grandes prejudicadas. Cerca de 245 milímetros de chuvas caíram na cidade nas últimas doze horas, causando quedas de árvores, alagamentos, deslizamentos de barreiras, mortes e deixando muitas famílias desabrigadas. Para amenizar a situação dos desabrigados, levando um pouco de carinho e atenção para essas famílias, a Faculdade de Medicina de Olinda se uniu ao Movimento Inspire, uma rede de voluntários que se mobiliza para fazer o bem ao próximo. Para ajudar, estamos funcionando como ponto de arrecadação de donativos como roupas e sapatos (em bom estado, para uso imediato), cobertores, água, material de limpeza e higiene pessoal. Inspire-se pela solidariedade e junte-se a nós nessa corrente do bem trazendo suas doações aqui para a FMO, ou entregando nos demais pontos de arrecadação. PONTOS DE ARRECADAÇÃO PARA OS DESABRIGADOS PELAS CHUVAS EM OLINDA: Faculdade de Medicina de Olinda – FMO Rua Dr. Manoel Almeida Belo, 1333 – Bairro Novo (segunda a sexta, das 8h às 18h) Posto Shell Casa Caiada Av. Gov. Carlos de Lima Cavalcanti, 2221 (todos os dias

A medicina hoje busca cada vez mais estar associada à prevenção e à manutenção da saúde e qualidade de vida do que apenas ao tratamento de doenças. Pensando assim, a FMO tem buscado apoiar e promover eventos relacionados à prática de exercícios físicos, como o Desafio FMO Beach Run, realizado no dia 30 de junho, em Olinda. O evento contou com provas de 3 km (caminhada), 5 km e 8 km (corridas), mesclando trechos no asfalto e na areia da praia, por isso o nome Desafio. Foram cerca de 420 inscritos, entre homens e mulheres, neste que foi o mais organizado evento esportivo realizado em Olinda nos últimos anos, com medalha para todos os participantes e premiação para os primeiros lugares. Além de marcar presença com orientações médicas e suporte aos atletas, a Faculdade de Medicina de Olinda também incentivou a participação de seus alunos, que fizeram bonito na corrida. A ideia é que eventos como este façam, cada vez mais, parte do calendário da FMO, como incentivo para que estudantes possam aprender mais sobre a medicina preventiva, como também possam praticar atividades esportivas e cuidar da própria saúde. Já demos a largada.  

Dentro do seu projeto de expansão, a Faculdade de Medicina de Olinda deu início ao seu programa de residência médica. De acordo com a professora Patrícia Travassos, coordenadora da residência em clínica médica da faculdade, a residência da FMO acontece por meio de uma parceria com Hospital Tricentenário. "A maior parte das atividades vai acontecer lá: enfermaria e ambulatório", detalha. Ela acrescenta que os alunos também vão passar por outros hospitais do Estado (públicos e privados) para algumas áreas específicas. "No R1 (primeiro ano da residência), vai haver rodízios externo em pneumologia e em UTI, atenção básica à saúde, urgência e emergência. No R2 (segundo ano), nefrologia e cardiologia", exemplifica. Para isso, há convênios firmados com o Hospital Português (estágio de um mês em nefrologia), Hospital Esperança (estágio de um mês, fazendo o rodízio de UTI), Hospital Miguel Arraes (tomografia para pacientes oriundos do Tricentenário), Hospital Agamenon Magalhães (plantões de emergência), além do treinamento em imagenologia no Centro de Diagnóstico Boris Berenstein. “Neste caso, os residentes vão acompanhar a realização de exames, elaboração de laudos e análise de imagens”, explica a professora. A residência é um programa de pós-graduação para médicos que queiram se especializar uma alguma área específica da medicina. Durante o