Topo
Image Alt

Sem categoria

Mais um evento para movimentar a agenda dos futuros médicos da Faculdade de Medicina de Olinda (FMO) e enriquecer o currículo dos nossos alunos. A Liga Acadêmica de Espiritualidade e Saúde (LIACES) realiza, no próximo dia 25, a partir das 18h, 1º Simpósio da LIACES - Saúde: o equilíbrio do corpo a alma. O evento, que acontecerá no auditório da FMO, já está com inscrições abertas e fornecerá certificado de participação. Na programação, palestras com os médicos Arthur Fernandes, Cleomadson Ferras, Tereza Miranda, Raphaella Fernandes e DMartino Assumpção. Os interessados podem obter mais informações e realizar inscrições pelo (81) 9.9831-0004 ou liacesfmo@gmail.com.

A Faculdade de Medicina de Olinda incorporou um equipamento de peso à infraestrutura oferecida aos seus alunos: um novo prédio com 4 andares. O espaço abriga um auditório totalmente equipado e com capacidade para 280 pessoas, salas de aulas climatizadas e equipadas com retroprojetores, laboratório de informática, 12 salas de tutoria, dois laboratórios morfofuncionais, com todos os equipamentos necessários para realização das pesquisas. A estrutura também conta com um hospital simulado, com simulação de UTI, enfermaria e 12 consultórios, com simuladores de procedimentos hospitalares de alta tecnologia, para que os alunos possam vivenciar as experiências do seu futuro ambiente de trabalho.    

O início do semestre na FMO começou carregado de novidades. Ainda nas férias, a equipe educacional já preparava mais uma expansão reforçando mais qualificação para os alunos, que foram recebidos, nesta segunda-feira (19), com novas salas para treinamentos de discussões (TBL), biblioteca, área de convivência e auditório. Além das últimas aquisições, como a mesa de anatomia/histologia digital, simuladores de parto e microscópios digitais. "A reforma é uma mudança conceitual para a instituição. São investimentos na estrutura física e em instrumentos que aproximem o aluno da realidade médica ", garantiu o diretor geral da FMO, Inácio de Barros Melo Neto. Neste primeiro momento, os alunos puderam conhecer os mecanismos da plataforma digital junto aos professores e monitores, onde foram feitas demonstrações da programação de estudos. “É uma forma integrada que traz um ganho facilitador tanto para os professores, quanto para os alunos”, destacou o coordenador do curso de medicina da FMO, Tarcício José Cysneiros. Já a coordenadora de Relações Institucionais, Tereza Miranda, ressaltou que todo o investimento feito – tanto em estrutura física, quanto em equipamentos de última geração – reforçam o compromisso da FMO em formar um profissional de medicina diferenciado. “Daqui, sairão médicos que, ao mesmo tempo, tiveram acesso ao que

Médico participou de entrevista ao Bom Dia Pernambuco sobre comida de criança O início do ano letivo trouxe à tona novidades sobre a rotina das crianças nas escolas. E a alimentação na infância foi pauta da entrevista no Bom dia Pernambuco desta semana. O professor da FMO, Dr. Ruy Lyra Filho, explicou a importância do que é oferecido no cardápio dos alunos. “A primeira questão é sempre investir na saúde. É fundamental uma boa alimentação precocemente para ajustar o hábito alimentar ao longo da vida”, destacou o endocrinologista. Os ingredientes utilizados nas refeições das escolas também foram citados durante o bate-papo, como forma de manter as crianças mais próximas de hábitos saudáveis. “A preocupação é manter aquele aluno na escola com a alimentação mais saudável possível. Para isso, inserir mais frutas, vegetais e sucos naturais no cardápio. E fugir dos alimentos processados”, recomendou. O endocrinologista aproveitou para desmistificar a ingestão de salsichas. “Ela não é completamente deletéria, mas não é ideal para o consumo de uma criança”, ponderou. Você pode acompanhar a entrevista completa aqui  (A partir dos 48 minutos)  

Conheça um pouco mais sobre o trabalho do nosso professor e coordenador de treinamentos em saúde, Marcelo Borges. Em 2015, ele iniciou no Ceará, juntamente com os médicos e pesquisadores Edmar Maciel e Odorico Moraes a pesquisa sobre o uso da tilápia como curativo para pacientes vítimas de queimaduras. A tilápia é primeira pele aquática utilizada nesse tipo de tratamento, proporciona menos locomoções para o hospital e diminui número de curativos, reduzindo dores, além de promover a diminuição no período de cicatrização. A ideia de iniciar a pesquisa surgiu em 2011 a partir de uma observação do próprio Marcelo Borges. “Me chamou atenção uma reportagem que falava sobre uso da pele da tilápia para confecção de acessórios femininos como bolsas, cintos e sapatos. Daí me perguntei: se a pele de tilápia teria resistência e sensibilidade para se tornar um acessório delicado, por que não teria essa mesma sensibilidade para ser usada como curativo no tratamento das queimaduras?”, conta. Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil deveria ter 13 bancos de pele, mas só tem quatro, com apenas três em funcionamento, localizados em São Paulo, no Rio Grande do Sul e Paraná. Os resultados preliminares da última etapa dapesquisa (uso em tratamento de pacientes

O Nosso professor e coordenador de treinamentos em saúde, Marcelo Borges, foi destaque na capa do Jornal do Commercio desta terça-feira (16). A matéria fala sobre o uso da tilápia como antibiótico natural. Ao lado de um grupo de pesquisadores Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (Lika) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Marcelo Borges iniciou pesquisa para desenvolvimento de antibiótico natural. Testes apontam que o peixe pode ser usado no combate aos micro-organismos que apresentam riscos.

A partir deste mês de janeiro, a Clínica Escola da FMO passou a contar com o atendimento em quatro novas especialidades: endocrinologia, cardiologia, nefrologia e pneumologia. O local funciona como referência na área de saúde para as cidades de Paulista, Olinda, Abreu e Lima, Igarassu, Goiana, Ipojuca, Escada e Amaragi, municípios conveniados com a FMO. Clínica Escola dispõe de completa estrutura para atendimento de pacientes em consultas com de demanda espontânea ou referenciadas pelas cidades conveniadas. No espaço, os alunos fazem a observação dos atendimentos realizados pelos professores e, em seguida, discutem cada caso, proporcionando a qualidade do aprendizado desenvolvido a partir da experiência.

Fundado em 1969, a instituição é a maior unidade da rede de saúde pública de Pernambuco. Os HR realiza 39.016 internações hospitalares por ano, 1.168.029 procedimentos ambulatoriais e possui 472 leitos, sendo 53 de UTI adulto, pediátrica e de queimados. A unidade é uma referência no atendimento de casos de queimaduras graves, intoxicação exógena e por animais peçonhentos, vítimas de violência – agressões por arma de fogo e arma branca - e acidentes de trânsito. Estão no HR os melhores e mais experientes profissionais de saúde. (volta)

Os alunos dos segundo período da Faculdade de Medicina de Olinda (FMO) apresentaram nesta primeira semana do mês de dezembro os seus projetos de conclusão de módulo. Um dos trabalhos foi a ação que marcou o início do Dezembro Laranja, mês de combate ao câncer de pele. A atividade foi realizada na Unidade de Saúde da Família dos Bultrins e beneficiou os usuários com informações sobre a importância da prevenção da doença e distribuição de protetor solar. Já na USF José Borges Souza, em Paulista, os alunos FMO apresentaram a planilha de acompanhamento e orientação de usuários hipertensos e diabéticos. O projeto foi construído ao longo do módulo, com pacientes da Unidade e será utilizado como fonte de apoio para atendimento ao longo dos próximos meses. Também na José Borges, os nossos futuros médicos prepararam folheto explicativo e passaram orientações sobre os cuidados pós-parto para os agentes comunitários de saúde (ASF). Nas USFs II e III do bairro de Sapucaia, em Olinda, os ASFs receberam orientações e catálogo nutricional para o atendimento de pacientes hipertensos e diabéticos. Os usuários das unidades também foram beneficiados com a visita de uma educadora física que realizou atividades específicas para os hipertensos atendidos no local. Em Rio

Nos últimos dias 24 e 25 os futuros médicos da Faculdade de Medicina de Olinda (FMO) tiveram a oportunidade de mostrar talentos que vão além da medicina. Cerca de 200 alunos participaram dos Jogos Internos de Medicina (Jimed), promovidos pelo Diretório Acadêmico Dra. Telma Ferreira. A disputa, que aconteceu no Colégio Santa Emília, em Olinda, contou com quatro modalidades: futsal, handebol, vôlei e basquete. Em paralelo, os estudantes também participaram de um torneio de dominó e de uma gincana, que arrecadou sete toneladas de alimentos para a campanha Natal Sertanejo, que beneficiará famílias carentes do Sertão pernambucano. Depois de dois dias de competições, a turma III sagrou-se a grande campeã, com 17 pontos. Cinco deles conquistados na arrecadação de alimentos o Natal Sertanejo, quatro no handebol feminino, quatro no vôlei feminino e outros quatro no basquete masculino. Já o segundo lugar foi para turma I (P4 A), com nove pontos, sendo cinco ganhos como melhor torcida e quatro no vôlei masculino. As turmas V (P1 B), IV (P2 A), P2 B e a turma II empataram em terceiro lugar, com quatro pontos cada uma.