Campanha da FMO estimula doação de medula óssea

/ / FMO

A Faculdade de Medicina de Olinda (FMO) comemora o sucesso da campanha que foi realizada na sexta-feira (22) pela Liga dos Estudantes de Iniciação Científica da FMO para incentivar a inscrição no Registro Nacional dos Doadores de Medula Óssea (Redome). Só durante a manhã foram realizados 107 cadastros, totalizando 141 até o final da tarde, quando foi encerrada a ação.

A inciativa foi realizada em parceria com o Hemope e a Central de Transplantes de Pernambuco e teve início, às 7h, com uma panfletagem realizada em frente ao laboratório Marcelo Magalhães, em Olinda. A partir das 9h, a campanha teve continuidade na FMO, onde foi realizada a coleta de sangue para o exame de histocompatibilidade (HLA), teste que identifica as características genéticas dos possíveis doadores.

A campanha contou com o apoio do Grupo de Pais da Oncologia Pediátrica do Imip que marcou presença com a participação de 30 pessoas. A equipe trabalhou durante a panfletagem e também ajudou na conscientização da população sobre a importância do ingresso no Redome.

O Brasil possui mais de 4 milhões de doadores de medula óssea. No entanto, as chances de localização de doadores compatíveis ainda são de 1 em cada 100 mil. No Recife, 44 pacientes estão na fila de espera por um transplante de medula óssea, segundo dados do Hemope.